Unknown Português@Portugues
Português Gramática, literatura, redação, experiências literárias e mais. Por: @jotadrake

Livros no Sweek: bit.ly/jotadrake
twitter.com/jotadrake

@Estude no Telegram! ❤

Eu @recomendo
HashFlare
Information
12 204
members
10.60%
0
publications
N/A
views per week
N/A
views per month
  • 0
    in this channel
  • 0
    from this channel
  • 0
    forwarded channels

:(

No one has rated this channel
Be the first!
Channel statistics
Show
Publications Last 10 publications
September 5, 2018 20:33
​​E aí, galerinha? =]

De fato, eu estava devendo uma explicação. Em razão de algumas tarefas, darei uma pausa nas postagens do canal.

Possuímos um agregado significativo de conteúdo e, portanto, espero não perder nenhum de vocês. Em breve voltarei com muitas novidades.

Agradeço pelas mensagens de preocupação.

Bons estudos e continuem seguindo seus sonhos! ❤️
August 12, 2018 01:30
JÁ TINHA PAGO OU PAGADO O LANCHE? 😐

Galerinha, a forma correta é PAGADO.

Os verbos abundantes são aqueles que apresentam duas formas de particípio passado: uma curta e outra mais comprida.

Pra saber qual usar, basta notar qual é o verbo auxiliar que acompanha o principal: se for o verbo SER ou ESTAR, usamos a forma CURTA;
se for TER ou HAVER, usamos a forma COMPRIDA.

Portanto, só é preciso decorar que SER e ESTAR acompanham particípios curtos. Se esses não forem os auxiliares, usa-se a forma maior. Beleza? 😁

Outros exemplos:

SER: O documento foi impresso ontem.
TER: Ninguém tinha imprimido o documento.
HAVER: Ninguém havia imprimido o documento.
SER: O meliante foi preso.
TER: A polícia nunca o tinha prendido antes.
HAVER: A polícia nunca o havia prendido antes.
ESTAR: O homem estava morto.
TER: O homem já tinha morrido.
HAVER: O homem já havia morrido.

Pessoal, é preciso tomar cuidado com o fenômeno chamado HIPERCORREÇÃO, que consiste em buscarmos formas mais “bonitas” em vez das corretas. Por exemplo, é comum se dizer “Já tinha pego” em vez de “Já tinha pegado”, porém, segundo a gramática normativa da língua brasileira, a segunda forma é a única aceita.

Bons estudos e ótima semana! ❤️
August 9, 2018 10:41
Ponto e vírgula( ; )

O ponto e vírgula indica uma pausa maior que a vírgula e menor que o ponto. Quanto à melodia da frase, indica um tom ligeiramente descendente, mas capaz de assinalar que o período não terminou.
Emprega-se nos seguintes casos:

- Para separar orações coordenadas não unidas por conjunção, que guardem relação entre si.

Por exemplo: O rio está poluído; os peixes estão mortos.

- Para separar orações coordenadas, quando pelo menos uma delas já possui elementos separados por vírgula.

Por exemplo: O resultado final foi o seguinte: dez professores votaram a favor do acordo; nove, contra.

- Para separar itens de uma enumeração.

Por exemplo: No parque de diversões, as crianças encontram: brinquedos; balões; pipoca.

- Para alongar a pausa de conjunções adversativas (mas, porém, contudo, todavia, entretanto, etc.) , substituindo, assim, a vírgula.

Por exemplo: Gostaria de vê-lo hoje; todavia, só o verei amanhã.

- Para separar orações coordenadas adversativas quando a conjunção aparecer no meio da oração.

Por exemplo: Esperava encontrar todos os produtos no supermercado; obtive, porém, apenas alguns.

Bons estudos! ❤️
August 6, 2018 18:10
Farei "stories" no Instagram da @SweekBrasil. ❤️
August 4, 2018 20:38
Curiosidade sobre o uso do “nenhum”:

Trata-se de um pronome indefinido variável, que admite a flexão de gênero e número. “Nenhum” é a forma negativa de “algum”, do mesmo jeito que “ninguém” é a forma negativa de “alguém”.

Como falamos no começo dessa explicação, a palavra admite a flexão de gênero e número. Portanto, além da forma “nenhuma”, também existe “nenhuns” e “nenhumas”. Chocante, né? 😱

O plural quase nunca é usado, mas se “nenhum” estiver antes de um substantivo no plural, ele precisa ir para o plural também! Se estiver depois, daí não admite flexão e pode ser substituído por“algum”.

Exemplos:

Nenhuns desejos me atiçam neste domingo. ✅
Nenhumas frutas estavam boas. ✅

Dinheiro nenhum (ou algum) compra a minha felicidade. ✅

Bons estudos!
July 21, 2018 21:47
O PREÇO ESTÁ CARO?

Não faz muito tempo, um site de esportes publicou na manchete: "Torcedor acha caro o preço dos ingressos".

Jota, qual o problema com essa frase? Aparentemente, nenhum, não é? Mas o redator escorregou num falso sinônimo. 😅

É comum a confusão entre o uso de CARO e ALTO, e muita gente pensa que são sinônimos, mas não são. O preço ou o valor pode ser ALTO ou BAIXO, nunca "caro" ou "barato". Já os produtos ou os serviços, esses sim, é que são CAROS ou BARATOS.

Veja os exemplos:
“O tomate está CARÍSSIMO na feira hoje”;
“O preço do tomate está muito ALTO”;
“Aproveite para viajar agora, as passagens estão mais BARATAS”;
“O preço das passagens ABAIXOU, ficou mais fácil ir à Europa”.

O redator daquele jornal acertaria se dissesse:
“Torcedor acha ALTO o preço dos ingressos”. Ou então:
“Torcedor acha CARO o ingresso”.

Bons estudos! ❤️
July 11, 2018 22:07
MEGA SENA, MEGA-SENA ou MEGASSENA?

O elemento “mega”, segundo o novo acordo ortográfico, só deve ser usado com hífen se a palavra seguinte começar por H ou vogal igual à última do prefixo: mega-avaliação, mega-hospital...

Nos demais casos, é sempre usado sem hífen, “tudo junto” como se diz popularmente: megacéfalo, megaevolução, megafone, megassismo, megawatt, megaevento, megaempresário...

Assim sendo, deveríamos escrever “megassena”. Por ser uma marca, torna-se um caso perdido, ou seja, não tem volta.

Outro problema é a necessidade do “ss” para manter o som do “esse”. Há muito tempo aprendemos que um “s” entre vogais representa o som do “zê”.

Se isso fosse respeitado, escreveríamos “telessena”, “aerossol”, “Mercossul”...

Bons estudos! ❤️
July 5, 2018 20:07
LITERATURA DO ROMANTISMO

E aí, galerinha? 😁 Vamos com um resuminho para o #ENEM ?

ROMANTISMO (1836-1881) - O movimento surge nocontexto da ascensão da burguesia. Valores como o individualismo, o sentimentalismo, a subjetividade e a liberdade formal são seus elementos centrais.

Primeira geração: Em busca da exaltação dos valores nacionais, escritores como José de Alencar (Iracema) e Gonçalves Dias (Canção do Exílio) veem nos índios os legítimos heróis das narrativas. Alencar também é autor de romances regionalistas, como Til.

Segunda geração: O sentimento amoroso se exacerba, como na poesia de Álvares de Azevedo (Noite na Taverna), o principal nome do Ultrarromantismo.

Terceira geração: Caracteriza-se pelo engajamento social. Nos poemas de Castro Alves, a linguagem grandiloquente, carregada de hipérboles (exageros), é posta a favor de sua luta contra a escravidão.

• Memórias de um Sargento de Milícias, de Manuel Antônio de Almeida, diferencia-se da estética da época por seu tom satírico e por introduzir a figura do malandro.

Espero que todos gabaritem as questões sobre o Romantismo no Enem. Bons estudos! ❤️
July 4, 2018 10:57
ELA QUER SE APARECER. 

Termo muito usado e completamente errado. Certos verbos são essencialmente pronominais como suicidar-se, por exemplo. Outros, porém, jamais podem ser usados com pronomes, como os verbos da dica anterior, simpatizar ou  antipatizar. 

Trouxe um desses verbos que jamais são usados com pronome, que é o verbo aparecer. Esse é um típico verbo intransitivo. Não admite voz reflexiva, objetos de espécie alguma. Não se pode aparecer ninguém e, também, aparecer a si mesmo. Escreve-se corretamente, assim:  Ela quer aparecer.

INGLATERRA CONFIRMA INVASÃO AO IRAQUE.

Jamais poderá ocorrer invasão a lugar algum. Porém, o que é possível acontecer é invasão de algum lugar. Escreve-se com correção, assim:  Inglaterra confirma invasão do Iraque.

Veja, a seguir, outros exemplos corretamente escritos:  Invasão de privacidade. Invasão de domicílio. A invasão do estádio pela polícia deu-se às 20 horas de ontem. 😁

O acidente aconteceu porque o motorista dormiu no volante. 

Para que alguém consiga dormir no volante, é necessário que este seja, no mínimo, do tamanho de uma cama. Convenhamos, volantes desse tamanho ainda não foram fabricados. 

Então, melhor seria dormir no banco do automóvel ou, mais adequadamente, em uma cama com mais conforto. Quem dorme bem, dorme em algum lugar. Já "dormir próximo" ou "junto" significa dormir a (preposição) com o respectivo artigo (o ou a). O correto seria escrever:  O acidente aconteceu porque o motorista dormiu ao volante.

A seguir, outros exemplos de frases corretamente grafadas:  A moça dormiu ao computador. O marinheiro dormiu ao timão. Romeu dormia à janela de Julieta.

Bons estudos, galerinha! ❤
July 1, 2018 12:20
HEXA!?

Minha amiga Manuela tinha uma agenda com uma citação em cada página. Eram 365 “pílulas de sabedoria” para iluminar as suas manhãs. Durante uma aula de química, a Manuela me enviou um bilhetinho. Quando a professora se virou para a tabela periódica, dando as costas para a classe e explicando alguma coisa sobre o número atômico do tungstênio ou o peso do xenônio, a agenda passou de mão em mão por umas cinco carteiras e chegou até mim. Nem lembro o que dizia, mas lembro da citação ao lado, atribuída a Leonardo da Vinci, mais ou menos assim: “Quem aspira pela chegada da próxima primavera é um tolo, pois não percebe que aspira pela aproximação da própria morte”.

Não tenho ideia se Leonardo da Vinci algum dia escreveu isso —e o Google também não, “Primavera + da Vinci” me levou a um evento culinário anual de chefs ítalo-americanos em Delaware, EUA. A frase, porém, ficou guardada em algum escaninho da minha cabeça, junto com a Manuela, o tungstênio e o xenônio (número atômico 74 e peso 131,3 u, respectivamente, para os que não se aguentavam de curiosidade). Só saiu desse rincão empoeirado nos últimos meses, quando me dei conta de que a Copa de 2014 parecia ter acontecido no ano passado e este ano já teríamos Copa de novo.

Não gosto de futebol. Não vejo todos os jogos. Acho compreensível o rito antropológico da união, da identidade exuberante, dos corações entrelaçados em um raro momento de foco patriótico. Ainda assim, vejo a solenidade ritual do momento com claro afastamento. Joguei futebol na infância. Para sorte do jogo, não continuei.

Torço para o Brasil. De consistente, só a qualidade dos memes. “Se o Brasil vencer essa Copa o Neymar vai beber até ficar de pé”. Eu vou rolar no chão que nem o Tite. E se perder, também, paciência, daqui a quatro anos —sensação térmica de seis meses— começa tudo de novo. No Qatar. Com a seleção do da Vinci entre nós, espero. Fuoooommmmm! (Isso foi um cornetão).

Sabia nada, esse Leonardo, mas não o culpo, pois no século 15 não existia futebol e uma coisa é desejar que a vida ande rápido para ver o desabrochar das tulipas e ouvir o gorjear dos colibris, outra coisa é comemorar sem entender absolutamente nada de futebol, como eu. Talvez eu entenda: descobri um novo verbo nisso tudo. Verbo Neymar. "Professora, o que vai Neymar na prova?" "Acho que vai Neymar tudo que ensinei."

Bom domingo a todos! ❤️
Publications of channel
Go to full channel publications archive
Get it on Google Play